Carregando Postagens...

O INFINITO E O SER ESPIRITUAL


Em O Livro Dos Espíritos a primeiro pergunta é qual a definição de Deus e, logo em seguida, temos a segunda questão onde se pergunta aos espíritos o que é o infinito. Observemos que não se trata de mera curiosidade, mas de uma necessidade lógica, desde que Deus é descrito como sendo a inteligência suprema do universo e causa de todas as coisas e apresentado qualidades em grau infinito. Temos a bondade infinita em Deus, seu poder infinito, sua onisciência e onipotência. Todas essas características envolvem o conceito de infinito e, portanto, nada mais natural que saibamos o que é o infinito.

Os espíritos respondem que o infinito é aquilo que não tem começo e não tem fim, estendendo-se daquilo que conhecemos até aquilo que desconhecemos. Nesta etapa de nossa leitura devemos estar atentos para a necessidade de usar a imaginação. Qual o limite da imaginação? Como iremos ter controle sobre "suas descobertas"? O limite será dado pela razão. Não é porque algo seja fruto da imaginação que esse algo possa ou deva ser irracional. Assim, adentraremos em um pouco de metafísica a fim de que possamos compreender certas questões espirituais.

Os espíritos são criados simples e ignorantes. Não somos criados inteligentes ou burros, bons ou maus, ignorantes ou sábios. Somos criados apenas simples e ignorantes, significa dizer que nossa evolução espiritual teve início, nossa inteligência e amor tiveram início e nossa capacidade de entendimento também. Da definição que os espíritos nos deram sobre o infinito, podemos perceber que nossa evolução não é um processo infinito, não iremos evoluir infinitamente, pois, tudo que teve início não pode ser infinito.

Nesta altura você poderá estar pensando... E Deus não tem inteligência e amor infinitos? Claro que sim, mas lembre-se que diferentemente de nós, Deus não teve início. Deus é imutável e eterno, sempre foi como é, nunca deixou de ser o que é, sempre será o que é, nunca deixará de ser. Estudando a codificação espirita aprendemos que os espíritos são classificados em espíritos imperfeitos, espíritos bons e espíritos puros. As duas primeiras classes possuem subdivisões, mas a classe dos espíritos puros é sem subdivisões. Kardec em O Livro Dos Espíritos escreve: Espíritos puros: classe única.

Se a evolução espiritual fosse infinita, não poderíamos classificar os espíritos. Não poderíamos dizer que este espírito é bom, Chico Xavier ou irmã Dulce nunca seriam classificados como espíritos bons, mesmo Jesus não seria um espírito bom. E por que motivo? Bem, vamos imaginar que a evolução fosse infinita. Qual a consequência disto? Uma das consequências é que existiriam inúmeros espíritos com evolução milhões de vezes superiores a evolução do Cristo!!! Já imaginaram um Espirito com amor milhões de vezes maior que o amor de Jesus? A simples colocação nos causa mal estar e desconfiança. Se isso fosse verdade, Jesus seria um espírito ruim se comparado a este ser espiritual. E ainda temos outra questão: existiriam espíritos superiores a este suposto espírito que é milhões de vezes superior à Jesus. 

Se a evolução espiritual fosse infinita teríamos uma escala infinita com graus infinitos de evolução. O que chamaríamos de excelente em um ponto desta escala, seria péssimo quando comparado a um ponto muito mais adiante. Outra questão: o infinito tem começo? Tem meio? Perceba que em uma escala infinita, por mais que caminhássemos, sempre estaríamos a uma distância infinita do meio desta escala, de um terço, etc... Em verdade não é possível construir uma escala infinita.

Vamos comparar a evolução espiritual com uma estrada infinita. Imagine que a evolução espiritual é semelhante a uma estrada de extensão infinita. Você pega o seu avião supersônico em máxima velocidade e começa a sobrevoar essa estrada. Daqui a um trilhão de anos, você estaria tão distante do meio dessa estrada como estava no primeiro minuto quando começou a sobrevoar a mesma. Espere um pouco? O infinito não tem meio? Bem, então estamos em pior situação que no início: não andamos nada nessa estrada... E se não andamos nada, nem a milésima parte da estrada da evolução ( qual é a milésima parte do infinito? Não é um infinito também?). Se não podemos chegar a milésima parte dessa estrada, para que serve esta estrada? Onde poderia nos levar?

Perceba você que determinar uma evolução infinita, declarar que Jesus continua evoluindo e outras colocações de semelhante natureza, nada mais é que um exercício de ilogicidade. Determinar que os espíritos puros continuam evoluindo ou fazer subdivisões entre os espíritos puros é um exercício onde a razão não participa. Allan Kardec insistiu sobre a questão do infinito e os espíritos pediram que parasse, pois, era um exercício que estava além de sua capacidade intelectual. Se Kardec possuía claras limitações, imaginam qual o tamanho da nossa?

É verdade que muitos poderão discordar destas colocações, já presenciei muitas vezes tal fato. O que nunca presenciei foi uma justificativa lógica para tais declarações. A codificação espírita não permite falar em evolução infinita e muito menos parece-nos razoável  brincar de classificar Jesus. Por que dar nota à Jesus como se fossemos mestres e Jesus nosso aluno? Quando declaramos que Jesus continua evoluindo, significa que não demos nota dez em evolução para o mestre. Tenho certeza que todos os que declaram que nosso senhor continua evoluindo o fazem com o propósito de engrandecerem Jesus, nunca tiveram a intenção de dar notas ao Cristo, mas sem querer acabam, do ponto de vista da razão e da lógica, entrando em uma área que está muito além da nossa capacidade de análise.
Na questão 169 de O Livro Dos Espíritos temos:
É invariável o número de encarnações para todos os espíritos?
Não; aquele que caminha depressa, a muitas provas se forra. Todavia, as encarnações sucessivas são sempre muito numerosas porquanto o progresso é QUASE infinito"

João Senna*: Médico, escritor, palestrante

*Falecido em outubro de 2020

Comentários

Deixe um Comentário


Onde estamos ? clique aqui para ver o mapaFechar Mapa

Entre em Contato

Aguardamos seu contato!

Telefone

(71) 3288-1452

Email

accabem@hotmail.com

Localização

Rua Professor Theócrito Batista - s/n lt 39 - Caji, Lauro de Freitas - BA - 42700-000